Noroeste Informa

Análise: O que fará Jair Bittencourt?

Análise: O que fará Jair Bittencourt?

Publicado hoje (29/01) pela coluna do Ricardo Bruno na Agenda do Poder, o Deputado Estadual Jair Bittencourt estaria decepcionado com o prefeito Alfredão e avaliaria se candidatar a prefeito. A notícia gira em torno da constatação por parte do deputado do que todo itaperunense que anda pela rua já sabe, a enorme rejeição do atual prefeito. O que não é tão obvio é o que de fato fará Jair Bittencourt diante das circunstâncias.

Em primeiro plano precisamos lembrar das últimas eleições, em 2020, quando Jair e Alfredão unidos obtiveram pouco mais de 19 mil votos. Não é pouco, mas é menos da metade dos 51 mil eleitores que foram as urnas naquele pleito. Esse resultado se repetiria dois anos depois, quando Murillo Gouvêa (filho de Alfredão) e Bittencourt voltariam as urnas desta vez ambos concorrendo a cadeiras nos legislativos estadual e federal. O primeiro obteve 21 mil votos, o segundo 15 mil. Esse repeteco do resultado indica que essa faixa de votos é o teto dos dois, Alfredão e Jair, juntos. Divididos a eleição municipal seria muito mais complicada para ambos.

Em segundo plano temos a situação estadual. Jair se aventurou em 2023 ao tentar a cadeira de Presidente da ALERJ (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro). O movimento deu errado o que acabou lhe custando a posição de Secretário de Agricultura, a vice-presidência da casa, além do bom relacionamento que mantinha com o Governador Cláudio Castro e com Rodrigo Bacellar, vencedor da disputa e atual Presidente da ALERJ.

Recentemente foi noticiado pelo Diário do Poder que Cláudio Castro e Rodrigo Bacellar firmaram parceria para que União Brasil, PP, PL caminhassem juntos nas eleições municipais deste ano. Algo que foi inclusive confirmado pelo próprio Jair em entrevista ao podcast Verdades com a Ana no ano passado. Bittencourt pertence ao PL (partido do Governador Cláudio Castro) e Murillo Gouvêa é o único deputado federal do União Brasil no Rio de Janeiro (partido de Bacellar). Um rompimento poderia levar a grandes embates entre as legendas a nível estadual, com o União se sentindo desprestigiado pelo PL e Jair saindo chamuscado por tentar romper novamente um acordo já firmado entre as siglas. Afinal Alfredão é o prefeito e os presidentes do PL e do PP no município são seus secretários.

O fiel da balança em um eventual embate entre os dois poderia ser o PP. Só que Dr. Luizinho, chefe da sigla, é fiel ao Governador e ainda mais fiel ao projeto federal que vem sendo traçado para ele desde o início do ano passado. Luizinho deixou a secretária de saúde do estado para tentar a cadeira de Nísia Trindade a frente do Ministério da Saúde ou a cadeira do próprio Arthur Lira a frente da Câmara Federal. Detalhe pequeno é que ninguém em Brasília duvida que ele está perto de conseguir uma das duas promoções. Em ambos os casos Murillo Gouvêa, como Deputado Federal, será essencial para a questão e isso será suficiente para selar o destino do partido em Itaperuna.

O último elo da corrente que levará Jair a decidir é o resultado eleitoral propriamente que obteve em Itaperuna no último pleito. Em 2022 Bittencourt obteve 15 mil votos e ele contou com o apoio de 11 dos 13 vereadores, além do suporte de diversos secretários e do próprio prefeito em grande medida. Em 2018, quando tinha o apoio de apenas de 4 vereadores (Sinei, Nel, Moreira e Nandi), ele teve 6600 votos, ou seja metade. Isso significa que a máquina da Prefeitura não foi decisiva para sua primeira reeleição e colocando em perspectiva a nível estadual, não foi decisiva nem para a segunda reeleição em 2022. Essa situação indica que uma possível derrota em Itaperuna já está precificada.

Por todos esses elementos, somado a facilidade que ele terá de eleger aliados para a Câmara Municipal estando unido a Murillo Gouvêa, não acreditamos que Jair Bittencourt rompa com o prefeito Alfredão. Na realidade ele sequer deu qualquer sinal disto. Pelo contrário, Jair tem dado sinais de que caminhará unido ao prefeito, ainda que isso signifique uma eventual derrota na cidade. Bittencourt não tem como se preocupar com o nível municipal quando é a situação geral do estado que está em jogo, seria arriscado demais.

Compartilhe:

Facebook
WhatsApp
Telegram

Ajude o Noroeste Informa

Chave: bc1qqgzrj7g03xqsc9cvr3n7m0yvrdc0s7wky453ux

Comentários: