Noroeste Informa

A Oposição: O MDB do vereador Lalá

A Oposição: O MDB do vereador Lalá

Esta é a segunda de três matérias sobre o grupo da Oposição em Itaperuna e seus pré-candidatos a prefeitura para as eleições de 2024. Caso não tenha lido ainda a primeira matéria sobre a vereadora Keila do Toldo clique aqui. Em virtude da repercussão do artigo sobre a vereadora Keila do Toldo vamos afirmar de saída que nenhuma matéria deste site é feita com a motivação de ataque de qualquer natureza. Nosso objetivo é sempre analisar segundo nossa opinião e os fatos a que temos acesso. Sempre que consideramos pertinente deixamos o espaço aberto para explicações de todos os citados nas matérias.

A matéria de hoje é sobre o Vereador Alailton Pontes, o Lalá, que está em seu quinto mandato e se já se lançou da tribuna da Câmara Municipal pré-candidato a Prefeito. O vereador é dono de uma figura extremamente popular e bastante acessível. Qualquer um que queira falar com o parlamentar consegue sem maiores dificuldades. Ele também não se furta em estar no meio da população e em muitos sentidos lembra o falecido Claudio Cerqueira Bastos, o Claudão.

O grupo do vereador é liderado por ele mesmo, seu filho Wallace Souza, Wagner Aguiar e mais recentemente o médico Bruno Sá. Lalá conseguiu atrair com sucesso o médico para o seu contexto, embora ambos não tenham começado a caminhada rumo a 2024 juntos. Bruno também já se apresentou como pré-candidato a prefeito, mas como não tem partido precisa do suporte do MDB para tentar qualquer participação na política. Aliás o time de Lalá hoje comanda o MDB em Itaperuna e é apadrinhado pelo poderoso Secretário de Transportes do Estado Washington Reis, cacique do partido.

Afim de dar mais viabilidade em seu caminho rumo as eleições de 2024 o vereador tem marcado em todas as sessões da Câmara Municipal sua oposição ao governo Alfredão. Além disso ele também profissionalizou sua redes sociais na direção de uma visão mais contemporânea e ativa. Outro ponto que o vereador tem dado atenção neste momento é justamente costurar alianças com lideranças tradicionais da cidade com uma visível aproximação da administração do Hospital São José do Avaí.

O vereador tem um temperamento forte e acaba, por isso mesmo, sendo protagonista de acalorados embates com seus colegas de vereança. A personalidade já lhe rendeu a acusação de ser mal educado por parte de outros vereadores que foram alvo dos discursos do parlamentar, como o ex-vereador França Bombeiro. Lalá também se orgulha de sempre ter sido independente e embora tenha apoiado a reeleição do ex-prefeito Marcos Vinícius em 2020 nunca ter feito parte ativa daquele grupo.

Recentemente o vereador atacou Kadu Novaes em discurso na tribuna da Câmara Municipal. O motivo do desacerto não pareceu muito claro para este blog mas foi o suficiente para receber aplausos efusivos de alguns personagens menores da política. Na nossa opinião ele errou com o embate pois fez um movimento que nem governistas tem coragem de fazer neste momento. O grupo que aplaudiu o discurso de Lalá contra Kadu não lhe garante um voto sequer já que é composto por apenas dois tipos de pessoas: por aqueles que estão ao lado de Alfredão e oram dia e noite por alguma confusão na oposição; e por aqueles que estão na oposição apenas esperando um telefonema de Kadu para se juntarem ao time.

Além disso o discurso acabou colocando o experiente vereador na parede. Caso sua candidatura solo não funcione precisará unir-se a alguém e o mais provável é Kadu. O inverso também é possível, ainda que bem menos provável, mas nessa hipótese ele precisaria de apoio e o grupo de Kadu também seria sua melhor composição. Independente do cenário que se concretizar chegará tendo que desfazer qualquer mal entendido que tenha ficado por conta do episódio. Pesa muito a seu favor que uma vez lançada a Fake News sobre uma possível briga física entre ele e Kadu na rodoviária o vereador desmentiu a história imediatamente da tribuna derrubando no ar qualquer desdobramento que viesse disso.

Vale comentar ainda que é possível que o vereador encontre alguma dificuldade em estruturar a chapa legislativa do MDB em virtude dos antigos candidatos do partido aparentemente estarem já aliançados com o grupo de Novaes. Já o outro vereador do MDB, Paulo Cesar Contador, está na base de apoio ao governo Alfredão e possivelmente não caminhará junto com Lalá e a oposição em 2024.

Compartilhe:

Facebook
WhatsApp
Telegram

Ajude o Noroeste Informa

Chave: bc1qqgzrj7g03xqsc9cvr3n7m0yvrdc0s7wky453ux

Comentários: