Noroeste Informa

Com política Liberal de Milei, Argentina consegue em 1º superávit fiscal desde 2012

Com política Liberal de Milei, Argentina consegue em 1º superávit fiscal desde 2012

O Governo da Argentina anunciou, na noite de sexta-feira (16/02) que obteve em janeiro um superávit fiscal mensal pela primeira vez em quase 12 anos. Foi o primeiro mês completo de governo do novo presidente, que assumiu em dezembro e terminou com um balanço positivo para as finanças do setor público argentino.

O superávit foi de cerca de 589 milhões de dólares (R$ 2,93 bilhões) no câmbio oficial, produto de maiores receitas do que despesas em meio a fortes medidas de corte de gastos impulsionadas pelo presidente liberal Javier Milei. A cifra também contempla o pagamento de juros da dívida pública.

É o “primeiro superávit financeiro desde agosto de 2012 e o primeiro superávit financeiro em um mês de janeiro desde 2011“, indicou o Ministério da Economia.

O “déficit zero não se negocia“, publicou Luis Caputo, Ministro da Economia, no antigo Twitter. O governo Milei se comprometeu com o Fundo Monetário Internacional (FMI) a alcançar o equilíbrio das finanças públicas este ano. “Vaaaamooos Toto!“, respondeu Milei pela mesma rede social em referência a Caputo, para em seguida acrescentar seu lema de campanha, que também se transformou em slogan de seu governo: “Viva a liberdade, caralho!

No ano passado, só 19% dos argentinos acreditava que o país estava indo em uma boa direção. Após a posse de Milei, em dezembro, esse percentual aumentou para 66%, segundo dados da Ipsos, instituto de pesquisas que atua em diversos países. “A Argentina passou de país com satisfação mais baixa entre seis pesquisados na região, para o posto com satisfação mais alta“, disse Jean-Christophe Salles, CEO da Ipsos para a América Latina.

Compartilhe:

Facebook
WhatsApp
Telegram

Ajude o Noroeste Informa

Chave: bc1qqgzrj7g03xqsc9cvr3n7m0yvrdc0s7wky453ux

Comentários: