Noroeste Informa

Opinião: O Poderoso Chefão, a Política e Itaperuna

Opinião: O Poderoso Chefão, a Política e Itaperuna

Se você nunca viu a trilogia O Poderoso Chefão recomendo que pare de ler este artigo e vá assistir imediatamente. A saga do mafioso Michael Corleone são aquele tipo de obra prima que certamente justificam o cinema ser considerado a sétima arte.

No terceiro filme Os Corleone chegam ao topo do poder onde acabam entrando em guerra com Don Lucchesi (um mafioso siciliano). Lucchesi é inspirado em um personagem real da política italiana, o conspiracionista Licio Gelli. O filme não esclarece isso, mas todos que acompanharam a Operação Mãos Limpas sabem bem de quem se tratava.

Em uma das cenas Michael e Lucchesi discutem pelo controle de uma empresa imobiliária que a família Corleone havia comprado. Don Lucchesi estava usando de sua influência para melar o negócio a todo custo ficando com o dinheiro dos Corleone no processo.

A certa altura Michael afirma que as táticas do adversário são desprezíveis e pergunta “O que é que vocês querem?”. Lucchesi levanta-se e diz “sim, você terá o controle da empresa. Nós iremos entregar a você o comando da nossa pequena frota, desde que os nossos navios continuem indo na mesma direção“. Lício termina ameaçando os Corleone e completa afirmando que não é pessoal, são apenas negócios.

Você certamente deve estar se perguntando como isso se conecta a política ou com Itaperuna? Não é tão difícil de entender assim. Este ano totalizam 5 mandatos, 6 prefeitos e 20 anos que os cidadãos de Itaperuna estão como reféns nas mãos de figuras muito parecidas com Lucchesi.

Sempre que chega o ano da eleição esses mafiosos da coisa pública entram em cena. Conhecidos por serem os chanceleres da política itaperunense, sempre gostaram de prospectar a ideia de que é impossível fazer política na cidade sem eles.

Realmente eles possuem uma vasta experiencia – derrubaram cada um dos governos que apoiaram. Sempre que o barco fez água, entretanto, mudaram de lado com uma rapidez incrível como se nada tivessem haver com o que deixaram para trás. O novato dentre eles inclusive conseguiu o feito de tornar inelegível os dois prefeitos a quem serviu como secretário. Tal oportunismo lhes deu um patrimônio invejável, além de cargos muito bem remunerados para os seus parentes.

Assim como Lucchesi sempre querem pouco, mas sempre levam muito. Exigem dos prefeitos que apoiam apenas um coisa “que a cidade continue indo na mesma direção!“. Em resumo querem que permaneçam os mesmos secretários, coordenadores, diretores, tesoureiros, fornecedores, chefes, advogados, tudo igual com o mínimo de mudança possível.

Não é atoa que Itaperuna não melhorou em nada nos últimos 20 anos. Também não é atoa que entra mandato e sai mandato os mesmos personagens estão presentes na sede administrativa da prefeitura. Assim como não é atoa que foi por conta disso que todos os prefeitos saíram mal de seus mandatos. Os Lucchesi simplesmente fizeram o barco permanecer na mesma direção sem mudar um grau sequer da administração.

Este ano existe novamente a possibilidade de mandar essa turma de mafiosos de vez para casa. Aliás é exatamente isso que a maioria dos cidadãos, se não todos, esperam, querem e desejam.

Compartilhe:

Facebook
WhatsApp
Telegram

Ajude o Noroeste Informa

Chave: bc1qqgzrj7g03xqsc9cvr3n7m0yvrdc0s7wky453ux

Comentários: