Noroeste Informa

EXCLUSIVO: Saiba como a estratégia de Alfredão pode acabar fazendo alguns vereadores perderem o mandato.

EXCLUSIVO: Saiba como a estratégia de Alfredão pode acabar fazendo alguns vereadores perderem o mandato.

Os vereadores e algumas lideranças politicas de Itaperuna possuem a péssima mania de confundir articulação com submissão. É natural que o executivo e o legislativo busquem um alinhamento para que a administração pública caminhe. O formato desenhado pela Constituição sempre foi o de governos de coalisão (Infelizmente).

A maioria dos vereadores de Itaperuna parece acreditar que por estarem articulados com o prefeito são impedidos de raciocinarem e tomarem decisões contrárias ao que pensa o “chefe”. O resultado disso e até a população que não acompanha o cenário político é capaz perceber: uma legislatura totalmente omissa. Os legisladores de Itaperuna estão a caminho de ostentar uma das maiores rejeições dos últimos tempos competindo de perto com a da época de Fernando Paulada.

Qual seria então o caminho mais lógico para que eles tivessem uma segurança maior de serem reeleitos? Facilitar como puderem o próprio jogo. Bom, a lei prevê que um município com população entre 80 mil e 120 mil habitantes pode ter o limite máximo de 17 vereadores, atualmente Itaperuna tem 13 vereadores (número máximo para um município de 50 mil habitantes). Como é a própria Câmara Municipal que decide sobre isso o natural seria que os nobres aumentassem ao máximo o número de vereadores o que diminuiria bastante o risco deles ficarem de fora da próxima legislatura.

Agora, por qual razão não fazem isso? Dizem pelos corredores que o filho do chefe não quer, pois tem medo de que a mudança facilite o caminho da oposição rumo a prefeitura. Considerem por outro lado o que os próprios vereadores deveriam pensar dessa estratégia de Alfredão: se ele é tão “brabo” por qual motivo ele tem medo da “fraca” oposição com essa possibilidade?

Muitos dos atuais vereadores, embora tentem não acreditar, serão tratados como rabiola em 2024 e não importa o quanto eles elogiem os cabelos longos de seu chefe careca. Numa linguagem política; os estrategistas de Alfredão estão preparando partidos que eles dizem fazer 3 vereadores, mas que pela nova regra eleitoral farão no máximo 2 e se a coisa der minimamente errado (como tem dado), terminarão fazendo apenas 1. Afinal, mesmo quem acredita que Alfredão se reelege, sabe que ele não conseguirá eleger os 13 vereadores e a oposição nenhum. Os nobres estão, portanto, colocando a própria cabeça a prêmio para ajudar Alfredão, acreditando que serão recompensados por isso no final.

Não acredita? Basta lembrar das eleições de 2020 onde mesmo com regras mais fáceis vimos partidos como o Cidadania não reeleger um dos seus (Welliton do Frango) ou o Democratas (partido do então prefeito Marcus Vinicius) que numa tacada só eliminou 3 vereadores (França, Roninho e Felipe).

Então aqui vai dois conselhos de um bobo:

1°- Pule desse barco assim que possível;

2º- Juntem-se e peitem o chefe para não ficarem com cara de taxo em 2024 ouvindo este site dizendo: “nós avisamos”.

Compartilhe:

Facebook
WhatsApp
Telegram

Ajude o Noroeste Informa

Chave: bc1qqgzrj7g03xqsc9cvr3n7m0yvrdc0s7wky453ux

Comentários: