Noroeste Informa

Haddad é pressionado na web para não taxar Shein, Shopee e similares

Haddad é pressionado na web para não taxar Shein, Shopee e similares

Em meio à possibilidade de uma reforma tributária que aumente a carga de impostos sobre o consumo, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT), está sendo alvo de milhares de mensagens nas redes sociais pressionando-o para que não crie uma nova tributação para compras em lojas como Shopee, Shein, Ali Express e Wish.

Na quarta (15), Haddad recebeu congressistas da Frente Parlamentar Mista do Empreendedorismo (FPE) que pediram ajuda no sentido contrário. Eles querem a taxação do que chamam de “contrabando digital” porque, na visão dos deputados e senadores, isso prejudica a indústria nacional.

Nas páginas de Haddad e do Ministério da Fazenda, há milhares de comentários como “não aceitamos taxação internacional de encomendas”, “teu presidente não é o pai dos pobres? Tá taxando os pobres por quê?” e ” tão querendo acabar com Shein, é? Vocês não iam fazer o pobre feliz de novo?”.

De acordo com os parlamentares que defendem a tributação, essas plataformas prejudicam gravemente a atividade nacional, que não consegue competir em pé de igualdade porque pagam mais impostos. Já as empresas estrangeiras negam ilegalidades.

Fonte: Conexão Política

Compartilhe:

Facebook
WhatsApp
Telegram

Ajude o Noroeste Informa

Chave: bc1qqgzrj7g03xqsc9cvr3n7m0yvrdc0s7wky453ux

Comentários: