Noroeste Informa

ANAC aprova o Plano Básico de Zona de Proteção Aeródromo de Itaperuna. Mas o que é isso?

ANAC aprova o Plano Básico de Zona de Proteção Aeródromo de Itaperuna. Mas o que é isso?

A Prefeitura de Itaperuna, através da Secretaria de Planejamento, conseguiu a aprovação do Plano Básico de Zona de Proteção do Aeródromo (aeroporto), pelo Ministério da Defesa.

O que é uma Zona de Proteção de Aeródromo?

A Zona de Proteção de Aeródromo nada mais é do que a área de entorno sujeita à determinadas restrições para que o aeródromo possa operar com segurança. Tanto para aterrissar quanto para decolar, o piloto deve realizar uma série de manobras de navegação, mesmo há quilômetros do aeródromo. Por isso, é preciso ter uma área de entorno que seja livre de determinados tipos de edificações ou intervenções. Isso permite que qualquer manobra de navegação, realizada em solo ou no espaço aéreo, seja segura tanto para piloto e passageiros, quanto para pessoas e todo o ambiente que circunda a área do aeródromo.

Como se implanta a Zona de Proteção de Aeródromo

A legislação brasileira prevê que a instalação de todo aeródromo deve contar com a apresentação de um Plano Básico de Zona de Proteção de Aeródromo (PBZPA). O PBZPA nada mais é do que um estudo da área de entorno, que estabelece uma série de restrições para as edificações que ocupam ou podem ocupar o entorno do aeródromo. Essa área é delimitada através de superfícies imaginárias que são traçadas em um mapa tridimensional, para que tanto as distâncias quanto as alturas dos objetos do entorno tenham limitações precisas.

Atualmente, o campo de aviação de Itaperuna está apto a receber aeronaves de até passageiros.

Compartilhe:

Facebook
WhatsApp
Telegram

Ajude o Noroeste Informa

Chave: bc1qqgzrj7g03xqsc9cvr3n7m0yvrdc0s7wky453ux

Comentários: