Noroeste Informa

Polícia Militar conclui o processo de integração do serviço 190 para todo o Rio de Janeiro

Polícia Militar conclui o processo de integração do serviço 190 para todo o Rio de Janeiro

A Secretaria de Estado de Polícia Militar concluiu nos primeiros dez dias deste ano o processo de integração do serviço 190 em todo o estado do Rio de Janeiro. A expansão permite que todas as chamadas para o serviço de emergência de atendimento à população fluminense sejam direcionadas ao Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), localizado no Centro do Rio de Janeiro.

A iniciativa era uma das prioridades do comando da corporação. O processo de integração foi iniciado ainda no ano de 2022 em diferentes etapas. A primeira, referente à área jurídica, foi resolvida com a homologação das licenças para a utilização do software de atendimento e despacho.

As etapas seguintes envolviam a aquisição de equipamentos e treinamento de pessoal. O novo serviço 190 irá beneficiar principalmente os moradores de municípios localizados nas divisas do estado que, em alguns casos, tinham as chamadas de emergência direcionadas às policias de outros estados. Com a mudança, mesmo nos locais mais distantes, as chamadas para o sistema de emergência serão geradas de forma digital, o que evita que as ligações sejam direcionadas para outros municípios.

Para a Polícia Militar, a integração representará um ganho de grande relevância, o que, em última instância, será refletido na melhoria da qualidade do serviço prestado à sociedade no interior. Isso porque a padronização dos protocolos de atendimento e despacho de viaturas possibilitará um controle maior da coordenação central no CICC.

Somando-se a isso, a geração de informações mais precisas e confiáveis será um instrumento importante para análise quantitativa e qualitativa de dados gerados nas ocorrências, subsidiando a área de planejamento operacional da corporação.

Compartilhe:

Facebook
WhatsApp
Telegram

Ajude o Noroeste Informa

Chave: bc1qqgzrj7g03xqsc9cvr3n7m0yvrdc0s7wky453ux

Comentários: