Noroeste Informa

Secretaria de Agricultura do Estado incentiva produção de Abacaxi no Rio de Janeiro

Secretaria de Agricultura do Estado incentiva produção de Abacaxi no Rio de Janeiro

Com a chegada do verão, o abacaxi se torna o queridinho da estação dentre as frutas tropicais tão comuns nesta época. A procura por abacaxi aumenta devido às altas temperaturas e se destaca pelo grande potencial comercial e valor nutritivo. O ciclo da cultura do abacaxi leva de 12 a 24 meses e é produzido o ano inteiro, porém atinge o pico de produção entre os meses de agosto a dezembro. A Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento oferece a linha de crédito Frutificar para que o produtor rural possa impulsionar sua produção.

Com o Programa Frutificar e o apoio da Emater-Rio, os trabalhadores rurais têm acesso ao Agrofundo, um programa de fomento que serve de incentivo aos produtores que podem contar com a facilidade na obtenção de crédito a juros baixos para investimento e aumento da produção” – destacou Dr. Flávio, Secretário de Agricultura.

Segundo a Emater, o Rio de Janeiro tem aproximadamente 960 produtores da fruta. Somente no ano passado, foram produzidos cerca de 255 mil toneladas de abacaxi. Os principais produtores da fruta ficam na região Norte do estado. O município que mais se destaca na produção de abacaxi é São Francisco de Itabapoana, seguido de São João da Barra e Campos dos Goytacazes. Essas regiões possuem topografia plana, o que facilita o plantio.

A variedade mais cultivada da fruta é do tipo pérola, muito apreciada para consumo in natura e correspondem 95% das frutas que saem dos pomares. A variedade Smooth Cayene é responsável pelos outros 5%.

O abacaxi pode ser consumido in natura, além de ser utilizado na fabricação de sucos, doces, geleias, vinhos, licores, vinagres, xaropes, sorvetes. A fruta é versátil e muito popular, está entre as dez favoritas no consumo mundial.

O coco, abacaxi, uva, citros e goiaba, também fazem parte do Programa Frutificar. Até o momento, o Programa Frutificar ultrapassou o valor de R$ 1.140.000,00 reais em empréstimos. O produtor rural tem à disposição o valor máximo R$100.000,00, com juros de 2% e prazo para pagamento de até 6 anos, sendo 2 anos de carência.

Compartilhe:

Facebook
WhatsApp
Telegram

Ajude o Noroeste Informa

Chave: bc1qqgzrj7g03xqsc9cvr3n7m0yvrdc0s7wky453ux

Comentários: